Um suicídio que aconteceu em novembro de 2014, voltou a ser discutido recentemente pela imprensa jornalística e familiares da vítima, em Dubai, nos Emirados Árabes.

Leona Skyes, disse que a filha Laura Vanessa Nunes, teria driblado a segurança do condomínio e se atirado do 148º andar do Edifício Burj Khalifa – o mais alto do mundo.

A mulher de nacionalidade portuguesa teria se matado ao terminar um relacionamento amoroso com um empresário árabe, que por motivos pessoais decidiu acabar o caso.

Seis meses após, a genitora da mulher que morreu tragicamente investiga a morte da filha, e busca saber como foi possível que sua filha tivesse despistado os seguranças.

Imagens das câmeras de segurança mostram o momento exato em que a mulher se atira para a morte em uma queda de quase 550 metros de altura, caindo no 10º andar.

Membros da Emaar Properties, que administra a torre se negaram a falar com Leona Skyes, que suspeita em diversos pontos da morte de sua filha, que tinha de 39 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário