O empresário mineiro Eike Batista, foi declarado nesta quinta-feira (26) - após sofrer mandado de prisão emitido pela justiça; como mais um dos alvos na Operação Lava Jato.

Agentes federais que participaram da ação disseram que o empresário não foi encontrado. Ele é suspeito de financiar políticos em troca de vantagens em contratos.

Batista que é tido como um dos envolvidos em negócios ilícitos com partidários corruptos, pode se entregar às autoridades assim que voltar ao país, disse seu advogado.

Eike é acusado de integrar esquemas de corrupção, os quais desviaram U$ 100 milhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário