FOTO: REUTERS AGENCE
Integrantes que monitoram comportamentos governamentais na Anistia Internacional (AI), receberam informes sobre campanhas contra liberdade de expressão, na Tailândia.

O registro destacado pelo periódico moçambicano Jornal de Notícias, relatou que queixas feitas no país, apontam perseguições da junta governista ocorrem contra civis.

Estudantes, jornalistas, políticos e juristas são vítimas da suposta repressão nacional. O rei Maha Vajiralongkrn inicia um reinado sob junta militar meses depois da morte do pai.

Os investigadores continuam apurando as notícias dos delitos que violam direitos civis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário