Citado em delações envolvendo a empresa Odebrecht, o ministro das Cidades Bruno Araújo publicou uma nota alegando-se como inocente da suspeita de crimes financeiros.

Delatado por Cláudio Melo Filho, ex-chefe de Relações Institucionais da Odebrecht; disse em nota que ao aceitar doações privadas na campanha eleitoral seguiu a legislação.
 
Bruno que é filiado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB-PE), reelegeu-se como deputado federal em 2014. Desde maio de 2016, ele ocupa o cargo de ministro. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário