Sete anos após a suposta morte da modelo Eliza Samúdio, o goleiro Bruno Fernandes acusado do crime; conquistou o direito de liberdade para ir residir, no Rio de Janeiro.

Bruno que foi condenado pelo homicídio da amante, recebeu um habes corpus do ministro Marco Aurélio Mello, do Superior Tribunal Federal (STF) para deixar o presídio.

Ultimamente ele está sendo convidado para atuar em clubes cariocas e mineiros. Bruno se afastou do futebol acusado de mandar assassinar e esquartejar a modelo paranaense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário