FOTO: TELÉGRAFO EQUATORIANO
Mesmo sendo derrotado nas últimas eleições presidenciais, o ex-banqueiro e candidato de oposição Guillermo Lasso reivindicou na justiça a recontagem dos votos, no Equador.

Uma matéria postada pela Agence France Press (AFP) informou que o político classificou como "fraudulento" o pleito realizado em fevereiro - no qual enfrentou Lenín Moreno.

Lasso entrou com o pedido no Conselho Nacional Eleitoral, reclamando de um apagão no site do órgão do país latino-americano - que fazia a apuração das urnas em tempo real.

Cédulas de 41 mil postos eleitorais serão recontados, caso a solicitação seja atendida. O desejo do oposicionista é que algum movimento irregular seja achado na investigação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário