FOTO: REUTERS AGENCE
Um protesto eleitoral feito por militantes secundaristas contra a campanha presidencial evoluiu para uma manifestação de violência na Região Metropolitana de Paris, na França.

Relatos de repórteres da Reuters Agence, dão conta que jovens mascarados jogaram garrafas pelas ruas desaprovando os presidenciáveis Marine Le Pen e Emannuel Macron.

Oficiais da tropa de choque foram acionados e enfrentaram os rebeldes com bombas de gás lacrimogênio. Felizmente feridos não foram contabilizados durante os manifestos.

Os esquerdistas que participaram das ações criticam as visões político-partidárias dos dois candidatos que estão em segundo turno. As eleições acontecerão no dia 7 de maio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário