MICHEL TEMER DESMENTE ACUSAÇÕES ESCANDALOSAS

FOTO: ROBERTO BARATA
Respondendo publicamente aos rumores de corrupção que lhe acusam, o presidente Michel Temer (PMDB) pronunciou-se oficialmente na tarde desta quinta-feira (18), em Brasília, no Distrito Federal.

Usando discurso intimidador e forte, o político negou que tentou comprar o silêncio do ex- deputado federal carioca Eduardo Cunha (PMDB), como acusaram os proprietários da empresa alimentícia JBS.

O governante afirmou não temer delações e pontou não ter tentado comprar o silêncio de ninguém. Temer aparece em gravações entregues para os juízes da "Operação Lava Jato", por Joesley Batista.

Wesley Batista, irmão do primeiro delator e sócio na empresa processadora de carnes JBS também acusou o presidente de tentar calar o ex-parlamentar cassado por corrupção em setembro de 2016.

Os conteúdos apresentados nos áudios preencheram as pautas de diversos noticiários ao longo do dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário