NORUEGA PROCESSADA POR LIBERAR PROCURA DE PETRÓLEO


Um processo movido por ambientalistas representados pela organização Greenpeace, aponta desobediência nos tratados relacionados com a exploração petroleira; pelo Estado da Noruega.

Idealizadores do relatório jurídico recomendam o cancelamento de concessões para a extração de petróleo oferecidas pelo Governo Nacional. As permissões desrespeitam o "Acordo de Paris".

O parecer apresentado recentemente em um tribunal metropolitano. Um grande debate acontece em torno das medidas, pois simpatizantes e opositores justificam seus pensamentos.

As discussões ganham destaque por abordar a exploração fóssil em território ártico. As informações jornalísticas do embate entre ambientalistas e governistas, são da Deutsche Welle.

Nenhum comentário:

Postar um comentário